NOVA 4E – Instituto Devolver
Nova 4E
Entidade filantrópica fundada em 1967 por um grupo de pais para prestar assistência às pessoas com Deficiência Intelectual (Síndrome de Down e Paralisia Cerebral). Em seu núcleo central atende 120 crianças, jovens e adultos em meio-período e período integral visando oferecer condições que favoreçam sua inclusão social, integração familiar, autonomia e cidadania por meio das atividades. É mantida por meio de um convênio com a Prefeitura Municipal de São Paulo, organização de eventos, doações de sócios contribuintes, pessoas físicas e jurídicas da comunidade.

MISSÃO

Oferecer aos usuários com Deficiência Intelectual as condições necessárias que favoreçam sua inclusão social, integração familiar, visando sua autonomia e cidadania.

VISÃO

O usuário com deficiência Intelectual é um ser social que nasce com capacidades afetivas, emocionais e também cognitivas. Conhecer, valorizar e respeitar suas características e potencialidades é de suma importância para que ele desenvolva sua identidade e conquiste a autonomia.

ATIVIDADES

  • Oficinas Ocupacionais:
  • As oficinas objetivam trabalhar progressivamente as noções de autoestima e autoconfiança. Tem como finalidade desenvolver ações que enfatizem as capacidades cognitivas, físicas, afetivas e éticas do usuário, facilitando sua sociabilização e inclusão na rede regular de ensino. Realiza-se por meio de conteúdos com predominância de atividades práticas e situações que possibilitam o desenvolvimento global, integrando conhecimentos ao exercício da cidadania. Principais atividades: pintura, jardinagem, pintura, dança, teatro, música, artes, lazer, atividade física e recreação. O enfoque não está no trabalho em si, mas na busca da independência, responsabilidade e inclusão social do usuário. As oficinas são divididas em: artesanais (trabalhos manuais artísticos), interativas I (jogos interativos) e interativa II (dinâmica de interação usuário e família), temáticas (desenvolvimento de temas relacionados ao seu cotidiano), jardinagem e horta (plantio de hortaliças e cuidados de plantas); e culinária.

  • Oficina Culinária
  • Promove a aprendizagem de necessidades básicas. Por exemplo: servir-se, comer sozinho, utilizar talheres, portar-se à mesa, preparo de receitas simples, socialização, independência social e pessoal. O projeto tem a supervisão direta dos chefs de cozinha José Parrelli e Camila Malacrida. Os equipamentos foram doados pelo Rotary Club Internacional em parceria com o Rotary Club Alto da Mooca, além de outros colaboradores.

  • Informática
  • A nova sala de Informática conta com 10 computadores. No programa Word, por exemplo, os usuários praticam digitação e aprendem a formar palavras. Com o PowerPoint, estimula-se o discernimento de elementos do cotidiano, como alimentos doces e salgados, formas geométricas etc. O trabalho é acompanhado pelos orientadores socioeducativos da entidade.

  • Orientação Sexual
  • Tem por finalidade contribuir para que os usuários possa ter saúde, informação e conhecimento; conhecer seu corpo, valorizar e cuidar de sua saúde como condição necessária, posicionando-se contra discriminações.

  • Palestras: Temas atuais e de interesse dos pais são apresentados por profissionais das mais diversas áreas.
  • - Clube de Mães: espaço onde os pais participam de cursos oferecidos (corte-costura, crochê, pintura e artesanato) , além do conhecimento adquirido auxilia em muitos casos na geração de renda familiar.

    -Grupo Vida (grupo de mães): Atividade realizada mensalmente com o objetivo de ampliar a visão de mundo, melhorar e qualificar os relacionamentos pessoais, interpessoais e sociais da família. O trabalho é desenvolvido pela equipe técnica do serviço e com a presença de palestrantes da comunidade.

    -Atendimento individual e Grupal: Realizado a todos os pais que buscam recursos pessoais e comunitários, pontuando sempre os recursos disponíveis e acessíveis na rede socioassistencial.

    -Visitas domiciliares: realizada aos casos elegível pela equipe de trabalho com o objetivo de conhecer in loco a realidade do usuário para qualificar o trabalho desenvolvido.

    - Inclusão digital: Trabalho com as famílias na área da informática como espaço de construção de conhecimento da leitura e escrita, bem como atividades culturais, utilizando os recursos do mundo globalizado na construção do conhecimento.

    - Atividades externas: passeios em locais escolhidos pelo grupo, onde permanecem durante o dia inteiro (acompanhados de cuidadores) com atividades de lazer e recreação, proporcionando-lhes fortalecimento da autoestima, visando melhorar sua qualidade de vida.

E-COMMERCE SOCIAL- EM BREVE!