Associação União da Juta – Instituto Devolver
Associação União da Juta​

A Associação União da Juta é uma organização sem fins lucrativos, localizada na região de Sapopemba, zona Leste de São Paulo. A organização nasceu no ano de 1992, com a missão de construir 160 unidades habitacionais na Fazenda da Juta, sob o regime de mutirão e autogestão em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano – CDHU. As obras de construção iniciaram em 1993 e foram concluídas em 1998.

Com o término da construção das unidades habitacionais, percebeu-se que além da moradia eram necessários outros serviços. As moradias estavam construídas, mas faltavam creches, escolas, postos de saúde, segurança enfim, equipamentos públicos que garantissem o mínimo de qualidade de vida.

Diante dessas necessidades a Associação União da Juta, redefiniu a sua missão, que passou a ser: Promover o desenvolvimento da autonomia, o exercício da cidadania e a melhor qualidade de vida para crianças, adolescentes, jovens, adultos, idosos e seus familiares, independente de classe social, nacionalidade, sexo, gênero, raça, cor ou crença religiosa, por meio do atendimento educacional, socioassistencial, cultural e profissionalizante.

O primeiro serviço deu-se ainda na época da construção das moradias, isso porque a maior parte das pessoas envolvidas no processo de mutirão eram mulheres chefes de família, que não tendo onde deixar seus filhos os levava para a obra. Houve então, a necessidade de existir um local para essas crianças. Durante a ampliação do galpão, denominada como canteiro de obra foi acontecendo às negociações, com a então Secretaria da Família e Bem-estar Social, para a celebração do convênio de uma creche. Finalmente, em setembro de 1995, foi firmado o convênio, e iniciou-se o atendimento em período integral a 60 crianças com idade entre 1 e 5 anos. Em 1996 a Creche passou a ser conveniada com a Secretaria Municipal de Educação e atualmente atende a 130 crianças de 1 a 4 anos de idade em período integral.

No ano 2000, a Organização conseguiu firmar um convênio com a Comunidade Solidária, para iniciar o atendimento de adolescentes e jovens com idade entre 15 e 18 anos, na área de Panificação e Confeitaria. A continuidade deste projeto deu-se a partir do convênio com a Secretaria de Assistência Social, atualmente esse serviço CEDESP que atende a 120 adolescentes e adultos com idade entre 15 e 59 anos e 11 meses.

Além do trabalho do Centro de Desenvolvimento Social e Produtivo – CEDESP, a instituição firmou uma parceria com o Instituto Coca-Cola, através do projeto Coletivo Coca-Cola, que prepara e encaminha o jovem para o primeiro emprego. Com esse projeto atendemos a 120 jovens a cada dois meses, com os cursos preparatórios para o mercado de trabalho.

PROJETOS

Em 2001, foi firmado um outro serviço para o atendimento de crianças e adolescentes com idade entre 06 e 14 anos de idade. Esse serviço, em parceria com a Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, atualmente atende 450 crianças e adolescentes, divididos em 3 núcleos:

  • CCA Sonho Jovem (180 crianças e adolescentes);
  • CCA Semeando Esperança (120 crianças e adolescentes);
  • CCA Margarida e Marielle (120 crianças e adolescentes);
  • CCINTER Centro de Convivência Internacional que atende 120 crianças, adolescentes, adultos e idosos a partir de 6 anos.
  • Grupo de Alcoólicos Anônimos;
  • Grupo de Moradia, que atende a 500 famílias através de parcerias com o Mov de Moradia Leste 1;
  • Grupo de Alfabetização de Jovens e adultos, que atende 50 adultos;
  • Comunidade Católica Nossa Senhora de Aparecida.

Em 2015 em parceria com a Secretaria de Cultura, iniciamos o Ponto de Cultura que atende a 80 jovens com o curso de Formação de Agentes Culturais.

Em 2016 a instituição iniciou o atendimento de idosos com grau de fragilidade e vulnerabilidade social, através do serviço Centro Dia para Idosos, que atualmente atende a 30 idosos em período integral.

Além de grupos e Coletivos da região que utilizam o espaço. Dessa forma, a organização busca, sobretudo, garantir a sociabilidade e a integração de crianças, adolescentes e jovens e suas respectivas famílias, em uma relação participativa entre educadores, educandos, famílias, diretoria e comunidade.

E-COMMERCE SOCIAL